Clique na imagem para mais detalhes
Get the Flash Player to see this rotator.

2016 UM ANO DIFÍCIL MAS VITORIOSO

Estamos chegando ao fim de 2016. Diante de tudo que aconteceu na política, economia e na educação de nosso país, o mais normal é ouvir as pessoas falarem que não veem a hora deste ano acabar. Inegavelmente, foi um ano pra lá de agitado, de muitos retrocessos. Mas seria muito negativismo enxergarmos só as coisas ruins, supervalorizando-as. Sem contar que seria muita ingenuidade nossa, achar que uma simples mudança no ano civil, significaria uma mudança geral no cenário que se instalou.


Acredito que todos fizemos coisas grandiosas, até como superação destes momentos de dificuldades. O otimismo é uma qualidade que precisamos cultivar. Uma forma de superar as dificuldades é enxergar nelas a possibilidade de crescimento e de vitória, quando a derrota parece ser uma realidade palpável ou eminente.

Assim foi 2016 para o Handebol do João Bley. Desafiante, inconstante, intrigante, mas perseverante. Conseguimos mais uma vez, superar nossos limites pessoais e em grupo. Nunca suamos tanto e no calor de nossas ações, discussões às vezes acirradas, sobre o que fazíamos ou deixávamos de fazer.


Agora vejo com alegria e satisfação tudo que enfrentamos, porque fomos capazes de superar os momentos de crise com maturidade. Quando o grupo “rachava”, conversávamos buscando uma saída para o bem da coletividade. Mais uma vez aprendi demais com esses “meninos”.


Os títulos vieram. Conseguimos manter o João Bley entre os melhores do Handebol Capixaba. E assim fechamos um ciclo com um grupo, que começou lá na 5ª série, no mirim. Vamos passar por uma grande reformulação em 2017. Ou seja, se 2016 foi difícil, 2017 promete….. kkkkkkkkkkkkkkkk

Obrigado meninos, mais uma vez, por tudo que vocês me proporcionaram! Da mesma forma, peço desculpa por todas as broncas (e foram muitas, muitas mesmo), mas até o próximo jogo! Foi sempre assim mesmo! Kkkkkkkkkkk

 

Marcelus Carlete Khéde


Comentários

NOVO COMENTÁRIO